Cães e gatos logo

Buscar na cães e gatos

Pesquisar
Close this search box.
- PUBLICIDADE -
Clínica e Nutrição

Dermatite é o resultado de diversas doenças que podem acometer os felinos

Buscar a causa base é o primeiro passo para um melhor tratamento do paciente
Por Equipe Cães&Gatos
gato na clínica
Por Equipe Cães&Gatos

Os felinos, ainda que sejam considerados, para muitos, uma espécie superior, não estão imunes às doenças que podem resultar em dermatite, termo, que, por definição técnica, designa genericamente um processo inflamatório cutâneo, segundo o médico-veterinário (clínico autônomo), especializado em Dermatologia de cães e gatos e primeiro-secretário da Sociedade Brasileira de Dermatologia Veterinária (SBDV), Maurício Piovesan Henrique.

“Dermatite é um termo comumente atrelado ao conjunto de dermatopatias alérgicas que podem acometer o paciente. Assim, podemos citar como sendo as dermatites alérgicas mais comuns em gatos a dermatite alérgica à picada de pulgas (DAPP), a hipersensibilidade alimentar e a síndrome atópica felina”, conta.

Gatos que apresentam histórico de dermatite, usualmente, possuem predisposição genética para o quadro e irão manifestar sintomas após o contato com pulgas, alérgenos alimentares e/ou alérgenos ambientais (Foto: reprodução)

A médica-veterinária, membro do serviço de Dermatologia Veterinária do Pet Care e membro da Diretoria Científica da SBDV, Rita Carmona, explica que os gatos são acometidos por várias dermatopatias, com destaque para as micoses superficiais, como a dermatofitose. “No Brasil, ocorrem muitos casos de esporotricose felina. Na clínica dermatológica privada, as doenças alérgicas têm uma enorme prevalência, especialmente a alergia alimentar e a síndrome atópica cutânea felina. Mas é sempre muito importante investigarmos as dermatopatias parasitárias como a otoacaríase, linxacariose, puliciose e sarna notoédrica”.

Henrique comenta que gatos que apresentam histórico de dermatite, usualmente, possuem predisposição genética para o quadro e irão manifestar sintomas após o contato com pulgas, alérgenos alimentares e/ou alérgenos ambientais, na dependência da etiologia. 

A médica-veterinária Rita Carmona reforça que a dermatite é um termo bastante genérico, não corresponde a nenhuma doença e, sim, a um conjunto de doenças que provocam uma inflamação na pele. Ainda segundo ela, os gatos são bastante acometidos por:

  • Micoses: as principais delas são a dermatofitose e a esporotricose;
  • Alergias: alergia alimentar e síndrome atópica cutânea felina. A alergia à picada de ectoparasitas, especialmente as pulgas, também são causas importantes de alergias;
  • Parasitárias: otoacaríase, linxacariose, puliciose e sarna notoédrica.

Saiba quais são os indicativos do problema, como se dá o diagnóstico e como tratar os pacientes na reportagem de capa da edição de julho da CG.

Fonte: Redação Cães e Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Oncologia veterinária também demanda empatia com tutores

Julho Dourado alerta sobre a importância da imunização de cães e gatos

FMVZ-USP lança curso de MBA em Mercado Pet

Compartilhe este artigo agora no