in

Regulamentação de terapia assistida por cães é foco de Projeto de Lei

Treinamento, seleção e certificação dos animais deverão ser realizados por uma equipe multidisciplinar

A fim de potencializar tratamentos terapêuticos, Projeto de Lei visa regulamentar auxílio de cães nas ações. Iniciativa de Nº 682/21 prevê que o treinamento, seleção e certificação dos animais utilizados na cinoterapia deverão ser realizados por uma equipe multidisciplinar, formada por um médico-veterinário e por um cinotécnico (profissional responsável por manejar e treinar cães para tarefas específicas como caça, guarda, proteção, cão policial, entre outros).

Na prática, os animais podem auxiliar pacientes com câncer, pacientes com autismo, pacientes hospitalizados, pacientes com esquizofrenia, pessoas com deficiência na aprendizagem, crises de ansiedade, transtornos sociais diversos e outros.

É preciso que animal tenha aptidão para o trabalho de facilitação terapêutica (Foto: reprodução)

Atenção

No entanto, para ser um cão de terapia assistida, o projeto de lei determina que o animal tenha aptidão para o trabalho de facilitação terapêutica, seja domesticado, de índole pacífica, temperamento equilibrado e com perfeito estado de saúde.

Ressalta-se também que, o animal deve ser identificado por meio de chip eletrônico subcutâneo e o órgão nacional de vigilância sanitária manterá um sistema eletrônico com o registro dos cães habilitados para a cinoterapia, com os dados de identificação e de saúde do animal.

Fonte: AI, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Colégio de Oftalmologia Veterinária divulga datas para congresso e prova de especialista

PET South America e PET VET divulgam calendário de ações de negócios para este ano

Alimento, além do necessário, não é uma forma de demonstração de carinho aos pets

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

título de especialista

Profissionais comentam a importância do título de especialista para Veterinária do Coletivo

Zoológico de Campinas promove curso sobre resgate de fauna silvestre