in

Veterinária pontua condições para uma vida mais saudável e longa para os pets

Alguns métodos a serem adotados são cuidados com alimentação, vacinação e o estímulo de atividades

Sabemos que os pets são companheiros marcantes e por conta disso, queremos sempre proporcionar uma qualidade de vida melhor para que eles possam viver por mais tempo. Atualmente, é possível que os bichos tenham cada vez mais longevidade, livres de doenças que até pouco tempo não sabíamos como tratar ou evitá-las.

De acordo com a veterinária e Ph.D em Genética e Biotecnologia, Ana Catarina Valle, existem formas naturais e simples de estimular a imunidade do animal, entre elas está a alimentação. Uma boa refeição assim como para os humanos, diz muito sobre as condições de saúde futura, por isso, é de extrema importância a oferta de uma alimentação saudável. 

Outro ponto importante para a imunização do pet, são as vacinas, elas podem evitar problemas futuros e garantir que o animal viva bem, longe de parasitas e doenças indesejadas.

A médica-veterinária, também pontua sobre os exercícios e brincadeiras para estimular o pet, levando em consideração que, o animal que vive em locais que não disponibiliza nenhuma atividade, pode ficar sujeito a problemas de saúde.  “É importante garantir que o cão e gato, viva em um ambiente rico em estímulos, pois isso reduz as chances de problemas como ansiedade, depressão e fobias”.

Assim como as brincadeiras são importantes, os exercícios são fundamentais ainda mais para os filhotes que precisam gastar energia. “Se a atividade física é negligenciada, principalmente quando o animal vive em espaços pequenos, como apartamentos, é comum que o animal se torne irritado, impaciente e ansioso, podendo desenvolver quadros de depressão ou também sinais de agressividade”, explica Ana Catarina.

Para que a vida do animal seja feliz e rica em cuidados, é necessário além de comida e água, mas de atenção e afeto.

vida longa aos pets
Ter um animal de companhia requer muitos cuidados, além de comida e água, atenção e afeto são necessários (foto: reprodução)

Fonte: A.I, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

LEIA TAMBÉM:

Nas redes sociais, veterinário deve tomar cuidado para não ferir Código de Ética Profissional

Reflexo da pandemia na gestão das carreiras indica período de transformação

Faculdade de Veterinária da UFRGS se destaca em ranking mundial de universidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Diagnóstico cão diabético

Diabetes em cães e gatos é motivo de alerta para os tutores, doença pode ser silenciosa

trabalho cientifico CIABEV

Estão abertas as inscrições para a apresentação de trabalhos científicos durante o 4º CIABEV